Notícias » Política

Tribunal do Júri condena a 17 anos de prisão vereador de Prudentópolis denunciado por homicídio qualificado e tentativa de homicídio.

Tribunal do Júri condena a 17 anos de prisão vereador de Prudentópolis denunciado por homicídio qualificado e tentativa de homicídio. O Tribunal do Júri de Prudentópolis, no Sudeste do estado, sentenciou a 17 anos e 23 dias de prisão homem acusado dos crimes de homicídio duplamente qualificado e tentativa de homicídio. Os crimes ocorreram em […]

Em 25 de fevereiro de 2021 às 13:22 | Política

Tribunal do Júri condena a 17 anos de prisão vereador de Prudentópolis denunciado por homicídio qualificado e tentativa de homicídio.

O Tribunal do Júri de Prudentópolis, no Sudeste do estado, sentenciou a 17 anos e 23 dias de prisão homem acusado dos crimes de homicídio duplamente qualificado e tentativa de homicídio. Os crimes ocorreram em 2009. O réu, agora condenado, exerce atualmente o mandato de vereador na Câmara Municipal de Prudentópolis.

De acordo com a ação penal, oferecida pelo Ministério Público do Paraná, a partir da 2ª Promotoria de Justiça de Prudentópolis, no dia 22 de novembro daquele ano, na localidade de Jaciaba, zona rural do município, o agora vereador efetuou disparos com arma de fogo contra outro homem.

O crime teria sido praticado por motivo fútil e sem permitir a defesa da vítima, fatos considerados como qualificadores do homicídio. O condenado também disparou contra outro homem, caracterizando crime de tentativa de homicídio.

Considerando o período fixado na condenação, que é superior a 15 anos, em seguida à publicação da sentença, foi expedida pela Vara do Plenário do Tribunal do Júri de Prudentópolis mandado de prisão contra o vereador, que deverá cumprir a pena em regime fechado. Cabe recurso.

Autos: 0001560-44.2011.8.16.0139

As informações acima são da Assessoria de Comunicação do MPPR.

 

Câmara de Vereadores de Prudentópolis emitiu nota em relação ao acontecido.

CONDENAÇÃO CRIMINAL DO VEREADOR ADÁO KOSTECKI PRIMO
25/02/2021
Fonte: assessoria

 

A comunidade prudentopolitana tomou conhecimento de sentença criminal proferida pelo Tribunal do Júri da Comarca de Prudentópolis, durante sessão de julgamento realizada em 24/02/2021, encerrada a altas horas da noite, a qual condenou o réu Adão Kostecki Primo, o qual exerce mandato de Vereador na Câmara Municipal de Prudentópolis;

Diante dos fatos, os Vereadores reunidos juntamente com a Mesa Diretora desta Câmara, para análise dos fatos, e de suas possíveis consequências na esfera político-administativa, e a qual envolve também o Poder Legislativo Municipal;

Atendendo a orientação oriunda do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, em julgamento de consulta, a qual recebeu caráter normativo, a qual impõe a suspensão do pagamento de subsídios a vereadores presos, que por consequência estão impedidos de exercer seus mandatos;

Nesse sentido, a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Prudentópolis iniciou com os procedimentos para formalização dos atos necessários à suspensão do pagamento do subsídio do citado Vereador;

Em relação às demais consequências, o Poder Legislativo Municipal aguardará os próximos atos processuais, nos quais ainda cabem recursos da parte envolvida, para então avaliar os efeitos da condenação e da própria prisão, e analisar tecnicamente sua possível adequação às previsões regimentais e legais.

 






LEIA TAMBÉM

OSNEI STADLER É O CANDIDATO A PREFEITO DE PRUDENTÓPOLIS PELO DEM.

O Partido Democratas (DEM) definiu na data de hoje, 16/09/2020 o nome do candidato...

MAIS TRÊS CASOS CONFIRMADOS DE COVID-19 EM PRUDENTÓPOLIS.

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PRUDENTÓPOLIS. NOTA OFICIAL COVID-19. A Secretaria Municipal de Saúde...

Decreto Estadual autoriza o funcionamento de Restaurantes as margens de rodovias.

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ DECRETO Nº 7001 Acresce a alinea ‘b’ ao inciso...

Confira a pauta da sessão da Câmara dos Vereadores.

Boletim Informativo Nº 027/2021 027ª. Sessão Ordinária Data:14/09/2021 01 – EXPEDIENTE Registrando o número...
loading